∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Governo do Amapá vai trocar vigilantes por câmeras de segurança eletrônica


Com o fim da maioria dos contratos de vigilância com empresas que prestavam serviços em escolas públicas no Macapá e em Santana, anunciado na última sexta-feira (5) o Governo do Amapá divulgou que pretende modernizar a segurança nos estabelecimentos com sistemas de segurança eletrônica. A justificativa apresentada é de que o governo não tinha mais dinheiro para pagar as empresas.

Para atender essa demanda, foi lançado uma licitação que visa a contratação de um sistema eletrônico de vigilância monitorada para escolas e anexos da Secretaria de Estado da Educação (Seed). Na prática, a segurança nas escolas e patrimônio público será feita através do monitoramento eletrônico, com câmeras de circuito interno e sensores de presença, além de outros dispositivos, com o auxílio da Polícia Militar. De acordo com o secretário-adjunto de Educação, Diego Campos, a licitação está na fase de cotação de preços.

“É uma solução tecnológica. Queremos contratar um sistema com um software inteligente, que avise de possíveis invasões por meio de mecanismos eletrônicos. Quando isso ocorrer, a empresa de monitoramento enviará uma equipe e a Polícia Militar será acionada”, explicou o secretário-adjunto.

Economia
Conforme Diego Campos, com a nova medida o alívio nos cofres públicos pode chegar a quase R$ 30 milhões ao ano, em relação ao valor antes pago pelos contratos de vigilância, que era de R$ 48 milhões.

Segundo ele, pelos contratos de 506 postos de vigilância encerrados na quarta-feira, 3, o governo desembolsava R$ 48 milhões por ano, uma média de 94,8 mil por posto. A estimativa da Seed é que, com a medida, seja gerado um contrato de R$ 18,2 milhões ao ano, R$ 29,7 milhões a menos.

Contudo, Campos esclareceu que, inicialmente, o novo sistema não cobrirá toda a rede de ensino. Por esta razão, uma outra licitação para contratar serviço de vigilância física também está em andamento.

“A vigilância monitorada eletronicamente é um serviço que necessita do complemento das ações da Polícia. Por isto, não é possível substituir toda a rede por este serviço. Além disse existe a questão social, da geração de emprego pela vigilância física”, explicou o secretário-adjunto.


Fonte: Revista Digital Security
Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica
Blog: Diogenes Bandeira
Governo do Amapá vai trocar vigilantes por câmeras de segurança eletrônica Governo do Amapá vai trocar vigilantes por câmeras de segurança eletrônica Reviewed by Diogenes Bandeira on 16:10:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.