∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

DESIGO - O cérebro dos edifícios, por Diogenes Bandeira


O sistema de automação predial da Siemens, DESIGO, é uma solução de controle central - o cérebro de um edifício - que reúne todas as informações proveniente dos sistemas técnicos instalados em um edifício. DESIGO opera, controla e monitora os sistemas de climatização, iluminação, cortinas, e até mesmo o alarme de incêndio e sistemas de segurança eletrônica. A inteligência do sistema é a chave para o acompanhamento eficaz do consumo de energia e reduz os custos operacionais de um edifício.

O sistema DESIGO inclui aplicativos projetados e testados para permitir o controle de preciso dos sistemas automatizados e aumentar os ganhos em eficiência energética, também mostrando as condições reais operacionais. Esses softwares permitem que os usuários controlem o consumo de energia e com isso reduzindo os custos operacionais dos edifícios. Ele proporciona conforto e mantem as temperaturas dos ar-condicionados, nesse caso, pode chegar até 50% de economia nos custo geral de refrigeração do empreendimento. Em caso de problema técnico em um dos sistema de automação do edifício, o DESIGO abre uma caixa de diálogo informando a falha.

O DESIGO é recomendado para edificações verticais ou horizontais, tais como: escritórios administrativos, instalações, bancárias e de seguro, hospitais, hotéis, escolas, universidades, museus e centros desportivos. Existem opções especiais e personalizadas. O DESIGO atende vários clientes e instalações, vai de empresas pequenas até complexos de empreendimentos.


Por: Diogenes Bandeira
Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica.
Blog: Diogenes Bandeira
DESIGO - O cérebro dos edifícios, por Diogenes Bandeira DESIGO - O cérebro dos edifícios, por Diogenes Bandeira Reviewed by Diogenes Bandeira on 06:58:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.