∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Projeto Porto Maravilha utiliza sistema D-Guard para monitorar área portuária através de central de controle


As frases “Segurança para veículos e pedestres”, “Monitoramento 24h por dia, 7 dias por semana”, “Uso inteligente e proativo da informação”, “Cordialidade, respeito e credibilidade” estampam a entrada do galpão do Centro de Controle de Operações da Região Portuária (CCO). O prédio monitora os 5 milhões de metros quadrados da operação urbana Porto Maravilha, no Rio de Janeiro – RJ.

A Concessionária Porto Novo, contratada pela Prefeitura do Rio para executar obras e prestar serviços públicos municipais na área, gerencia o centro de operações no Santo Cristo para concentrar as mais diversas demandas operacionais. Dentre outras ocorrências, acidentes de trânsito ou incêndios em vias públicas costumam chegar primeiro às telas, antes mesmo das chamadas telefônicas, o que é importante para dar início a operações especiais. “Nosso trabalho começa com o monitoramento em geral. Mas o trânsito, muitas vezes imprevisível, é nosso principal vilão”, define Gabriel Cavalcanti, gerente da concessionária, responsável pelo CCO.

Diariamente, 200 pessoas trabalham no centro de controle, mas o número atinge 400 em períodos de alta demanda. Na operação das vias, 60 agentes de trânsito trabalham durante o dia, enquanto 30 fazem a ronda à noite. Além dos funcionários em campo e das 100 câmeras IP instaladas, as informações também vêm da população, que entra em contato com a concessionária por telefone (gratuito) que recebe em média 30 ligações com pedidos, sugestões e reclamações por dia.

O projeto de monitoramento foi integrado pela CTECH Soluções em TI, de Curitiba – PR. As 100 câmeras IP que monitoram o perímetro urbano são do modelo PELCO Esprit PTZ e utilizam o software D-Guard para monitorar os 5 milhões de metros quadrados, que é feito pelo próprio CCO (Centro de Controle de Operações) e também à distância, através de tablets e smartphones (com o D-Guard Mobile, da Seventh).

Atualmente, o apoio chega ao local do problema em no máximo 10 minutos, e o tempo total de liberação do tráfego é em média 35 minutos após a identificação. Nos primeiros seis meses de operações, em 2011, as ocorrências de acidentes diminuíram 67%. Entre abril e maio de 2014, os atropelamentos na região caíram 75% na comparação com os três primeiros meses do ano. O projeto foi tão positivo que o sistema de videomonitoramento está em expansão. Foram adquiridas mais 100 câmeras PTZ para ampliação da área monitorada.

Sobre o Porto Maravilha
A Operação Urbana Porto Maravilha está preparando a Região Portuária para integrar um processo de desenvolvimento. A Lei Municipal n° 101/2009 criou a Operação Urbana Consorciada da Área de Especial Interesse Urbanístico da Região Portuária do Rio de Janeiro. Sua finalidade é promover a reestruturação local, por meio da ampliação, articulação e requalificação dos espaços públicos da região, visando à melhoria da qualidade de vida de seus atuais e futuros moradores e à sustentabilidade ambiental e socioeconômica da área. O projeto abrange uma área de 5 milhões de metros quadrados, que tem como limites as Avenidas Presidente Vargas, Rodrigues Alves, Rio Branco, e Francisco Bicalho.

Sobre a CTECH
Desde 2007, o Grupo Ctech fornece soluções e serviços voltados à infraestrutura e a Tecnologia da Informação que viabilizem o sucesso de seus clientes. Suas soluções buscam melhorar de forma contínua a eficiência das operações, permitindo ao cliente o melhor controle dos ambientes de difícil gerenciamento, por meio da implantação de tecnologias e infraestruturas confiáveis.

A CTECH está entre as maiores integradoras mundiais de segurança eletrônica e sistemas de comunicação, oferecendo soluções integradas e adaptadas às necessidades de cada aplicação.

As soluções da CTECH já foram aplicadas nas mais importantes infraestruturas do Brasil e do mundo, e hoje compõem a base para o desenvolvimento de soluções e de serviços voltados para mercados verticais de construção, de segurança metropolitana, de rodovias, portos e aeroportos, shoppings, hotéis, rodoviárias, escolas, condomínios, residências entre diversas outras estruturas.

Sobre a Seventh
A Seventh desenvolve soluções para monitoramento de imagens. Há mais de 14 anos no mercado, a empresa possui mais de 10.000 sistemas vendidos para todo o país e mais de 1 milhão de câmeras monitoradas pelos seus clientes. O sistema D-Guard é hoje o carro-chefe da empresa, sendo a solução completa para centrais de gerenciamento e monitoramento de imagens. Seus grandes diferenciais são a integração com a maioria dos sistemas e produtos do mercado, o lançamento constante de novas funcionalidades e o desenvolvimento totalmente nacional dos sistemas.


Fonte: Seventh.
Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica.
Projeto Porto Maravilha utiliza sistema D-Guard para monitorar área portuária através de central de controle Projeto Porto Maravilha utiliza sistema D-Guard para monitorar área portuária através de central de controle Reviewed by Diogenes Bandeira on 00:19:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.