∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Setor de segurança eletrônica deve crescer 10% em 2015


O setor de segurança privada cresce na mesma medida do aumento da insegurança da população. É um setor com uma variedade enorme de produtos e serviços, como segurança patrimonial, escolta, transporte de valores e blindagem.

Só o segmento de segurança eletrônica, que envolve por exemplo fechaduras inteligentes e câmeras de monitoramento, deve crescer 10% em 2015, segundo a associação que representa as empresas. O movimento vai na contramão do cenário econômico atual.

Não é maleta de filme americano, mas dentro dela também há tecnologia de sobra. Uma empresa de tecnologia de automação e segurança eletrônica comercializa circuitos fechados de monitoramento e leitores de cartões e de biometria. O sócio conta que o ano, que começou fraco, já deu sinais de melhora e a expectativa é de um segundo semestre muito bom nas vendas de produtos.

“Eu acho que o segundo semestre vai ter um crescimento até mais expressivo, mas como o primeiro semestre ainda foi um pouco devagar, então pela média eu imagino que 10% seja um número coerente”, diz Victor Neves, sócio da Wellcare.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança, o setor prevê com um crescimento de 10% neste ano. Na contramão de outras atividades, segue pouco abalado pelas tensões políticas e econômicas do país.

Com tecnologia e inovação, o setor de segurança privada está otimista mesmo em um cenário de grandes desafios. São empresas que driblam a crise econômica de olho em um problema social: a violência.

Carros comuns são transformados em carros à prova de balas. Uma empresa em São Paulo é especializada em blindagem de veículos. Nos últimos anos, o perfil dos clientes tem mudado.
“Anteriormente, a gente acaba atendendo pessoas com um poder aquisitivo muito maior, com carros importados caros. Hoje, o poder aquisitivo dos nossos clientes é de classe média, com veículos populares, mais baratos. Esse volume vem aumentando a cada ano”, explica Antônio Donato Júnior, diretor comercial da Steel Blindagens.

A empresa comemora um aumento de 30% no número de blindagens e manutenção de veículos blindados, no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. A expectativa para 2015 é de crescimento de 30%.

“Apesar da crise batendo na porta das industrias e comercio em geral no Brasil, na realidade, o nosso setor está um pouco atípico, justamente pela sensação de insegurança nos grandes centros. O pessoal procura mais um modo de proteção”, afirma.


Fonte: G1.
Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica.
Setor de segurança eletrônica deve crescer 10% em 2015 Setor de segurança eletrônica deve crescer 10% em 2015 Reviewed by Diogenes Bandeira on 16:36:00 Rating: 5

Um comentário:

  1. Os sistemas de segurança mais populares

    O alarme é um dos sistemas mais comuns de segurança, pela sua praticidade, baixo custo e inúmeros benefícios.

    Um dos recursos mais simples do alarme, porém eficiente, é o disparo de sirene, em caso de algo arrombamento ou movimentação após o acionamento do alarme.


    As presenças das câmeras de segurança mudam o comportamento das pessoas, e isso pode trazer diversos benefícios. Desde garantir o respeito das regras de um condomínio, evitando pequenos problemas como cocos de cachorros em lugares impróprios e depredações, como averiguar qualquer movimentação estranha antes de entrar em casa, vigiar os cuidados da babá com as crianças, e principalmente inibir o acesso de ladrões.


    FONTE:
    http://simastechnology.com.br/dicas/3_Os-sistemas-de-seguranca-mais-populares

    ResponderExcluir

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.