∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Vigilantes se acorrentam ao portão da Secretaria da Educação de Sergipe


Vigilantes da rede estadual de ensino se acorrentaram aos portões da Secretaria da Educação de Sergipe (SEED), na Zona Sul de Aracaju, na manhã desta quarta-feira (12), em protesto por melhores salários e condições de trabalho nas escolas públicas. Os profissionais irão permanecer no local até que sejam recebidos por algum representante da secretaria ou do Governo do Estado, para que possam expor as reivindicações dos profissionais de nível médio, onde além da categoria, se enquadram oficiais administrativos, merendeiros, executores de serviços básicos, que somam 8 mil profissionais em todo o estado.

O vigilante Johan Bezerra está preso ao portão deste às 7h da manhã. Segundo ele, as principais reivindicações são reajuste salarial, já que atualmente a categoria recebe R$ 622, valor esse abaixo do salário mínimo, participação no Plano de Cargos e Carreiras em Remuneração, pagamento e incorporação de adicionais de periculosidade e insalubridade, além da realização de concurso público para a contratação de mais profissionais.


“O governo diz que não tem como pagar o reajuste por causa do limite prudencial fiscal, mais há registro de contratações de terceirizados para fazer a vigilância particular na Secretaria da Educação, que recebem de salário R$ 2.200. Como isso é possível se eles alegam não ter verba para pagar o salário mínimo vigente aos concursados?”, questiona Bezerra.
Ainda segundo os manifestantes, os vigilantes trabalham sem armamento e roupas específicas. “A orientação que recebemos é que se acontecer alguma coisa, temos que nos esconder para  assim que possível acionar a polícia”, revela o vigilante Rafael Barbosa. De acordo com ele, a incidência de casos de saques e furtos em escolas públicas é muito grande. Itens como merenda, materiais de escritório e ventiladores são alvo dos criminosos, que em muitos casos chegam a agredir os vigilantes.

Segundo nota enviada pela assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Educação, com relação a melhores condições de trabalho, a secretaria está aberta para ouvir as demandas dos vigilantes, desde que solicitem uma reunião. A SEED esclarece que os vigilantes têm acesso a todas as dependências da escola e utilizam a secretaria da unidade de ensino como ponto de apoio durante as seis horas de expediente.

Sobre as reivindicações referentes ao reajuste salaria e participação na elaboração do Plano de Cargos e Carreira dos Servidores, a assessoria da SEED informou, que o órgão responsável é a Secretaria do Planejamento, que atua nestas negociações.
Fonte: G1 - SE.
Vigilantes se acorrentam ao portão da Secretaria da Educação de Sergipe Vigilantes se acorrentam ao portão da Secretaria da Educação de Sergipe Reviewed by Diogenes Bandeira on 05:05:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.