∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Operação Demacro une as 9 seccionais e detém 482 pessoas.


Uma megaoperação foi desenvolvida pelas nove delegacias seccionais da Grande São Paulo, das 16 horas de quarta-feira (12) até as 16 horas de ontem (13). O Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro) empregou na ação 1.280 policiais em 234 viaturas. Como resultado, 482 pessoas foram detidas, armas, drogas e milhares de objetos “piratas” tirados de circulação.  
Operação não é novidade no trabalho de inteligência das unidades do Departamento mas esta foi a primeira vez em que todas as seccionais foram para as ruas no mesmo dia e na mesma hora. Juntas, por 12 horas ininterruptas, a Polícia Civil de Carapicuíba, Diadema, Franco da Rocha, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo e Taboão da Serra deflagraram a “Operação Demacro”.  
Como desfecho de um trabalho investigativo, as equipes saíram com destino certo, tanto é que prenderam 64 pessoas por mandado e capturaram 131 procurados da Justiça. Com o efetivo na rua, os flagrantes também aconteceram, 195 pessoas foram presas em flagrante e 92 adolescentes apreendidos. A Seccional de Osasco foi a que terminou com o maior número de adultos presos: 86, seguida por Carapicuíba (58) e Santo André (52).


Menos drogas e armas, mais segurança
Quanto mais se apreende armas e drogas, mais a violência diminui. Além das prisões, a localização de objetos ilegais também foi um dos objetivos da Operação Demacro. E ele foi alcançado, já que 24 armas e 69,23 quilos de drogas foram recolhidos pelas equipes da Polícia Civil de toda a Grande São Paulo.
No total, foram tirados de circulação 50,69 kg de maconha, 12,89 kg de cocaína, 5,6 quilos de crack e 0,059 kg de outros entorpecentes. Somadas as apreensões, a maior quantidade de maconha (46,254 kg) e de crack (5,231 kg) foram apreendidas pela Seccional de Diadema. A Seccional de Guarulhos, por sua vez, apreendeu o maior peso de cocaína: 7,846 kg.
O maior número de armas também foi recolhido pela equipe policial de Guarulhos. Somente na região, cinco armas foram apreendidas, depois veio Osasco, com quatro, Carapicuíba, Franco da Rocha, Santo André e Taboão da Serra com três cada uma, São Bernardo do Campo com duas e Mogi das Cruzes com uma. 


Veículos e objetos ilegais
Abordagens, pesquisas criminais e fiscalização de veículos também foram estratégias colocadas em prática durante a megaoperação. Dos 444 veículos irregulares recolhidos, mais da metade foram apreendidas pela Seccional de Carapicuíba: 231.
Já Santo André foi a região que localizou mais objetos “piratas”: 111.842, de um total de 205.272 em todo o Demacro. Carapicuíba e Taboão da Serra também ultrapassaram a faixa dos 10 mil objetos falsificados apreendidos, foram 55.219 e 14.347, respectivamente.
O combate ao jogo de azar não escapou da mira da Polícia Civil. Durante a megaoperação, 289 máquinas caça-níqueis foram encontradas, 121 somente na região de Santo André, 44 em Osasco, 30 em Mogi das Cruzes, 29 em Carapicuíba e 27 em São Bernardo do Campo.
Para registrar todo trabalho de polícia judiciária, as equipes das nove delegacias seccionais da Grande São Paulo precisaram elaborar 857 boletins de ocorrência (BOs) e 219 termos circunstanciados (TCs).

Interior
Também em sintonia com a Delegacia Geral de Polícia (DGP), todos os Departamentos de Polícia Judiciária do Interior (Deinter) deflagraram operações especiais durante a quinta-feira (13). Lá, as ações terminaram com 1.103 pessoas detidas.
Por:Mainary Nascimento
Operação Demacro une as 9 seccionais e detém 482 pessoas. Operação Demacro une as 9 seccionais e detém 482 pessoas. Reviewed by Diogenes Bandeira on 01:22:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.