∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Proteção ambiental nas câmeras de CFTV.

As principais ameaças do ambiente a uma câmera — especialmente às câmeras instaladas em exteriores — são o frio, o calor, a água e a poeira. Podem ser usados caixas de proteção com aquecedores e ventiladores (ventoinhas) internos em ambientes com temperaturas altas ou baixas. Em ambientes quentes, as câmeras podem ser colocadas em proteções com refrigeração ativa e um conversor de calor separado. Para suportar água e poeira, as caixas de proteção (muitas vezes da categoria IP66) são cuidadosamente vedados. Nas situações em que as câmeras possam ficar expostas a ácidos, como na indústria de alimentos, são necessários caixas de proteção de aço inoxidável. Algumas caixas de proteção especializadas podem ser pressurizados, submergíveis, blindados ou projetados para instalação em localidades potencialmente explosivas. Proteções especiais também podem ser necessárias por motivos estéticos. Outros elementos do ambiente são o vento e o tráfego. Para reduzir as vibrações, especialmente em câmeras instaladas em postes, o alojamento deve ser pequeno e fixado com firmeza.
Freqüentemente, os termos “caixas de proteção para interiores” e “caixas de proteção para exteriores” se referem ao nível de proteção ambiental. Uma caixa de proteção para interiores é usado principalmente para evitar a entrada de poeira e não inclui um aquecedor e/ou uma ventoinha. Os termos são enganosos, pois a localização, seja ela interna ou externa, nem sempre corresponde às condições de um local de instalação. Uma câmera instalada em uma sala frigorífica, por exemplo, exige uma “caixa de proteção para exteriores” com aquecedor incorporado. O nível de proteção proporcionado pelas proteções, sejam elas internas ou separadas da câmera, é freqüentemente indicado por classificações definidas por normas como a IP (Ingress Protection, “Proteção contra Entrada”, às vezes conhecida também como Proteção Internacional) válidas em todo o mundo; e a NEMA (National Electrical Manufacturers Association, “Associação Nacional de Fabricantes Elétricos”) nos EUA, e as classificações IK para impactos mecânicos externos, válidas na Europa. Quando for necessário instalar uma câmera em um ambiente potencialmente explosivo, outras normas entram em cena — como a IECEx, que é uma certificação global, e a ATEX, uma certificação européia.


Proteção ambiental nas câmeras de CFTV. Proteção ambiental nas câmeras de CFTV. Reviewed by Diogenes Bandeira on 05:03:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.