∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Proteção contra vândalos e adulteração nas câmeras de CFTV..

Exemplos de caixas de proteção resistentes a vandalismo para uma câmera de rede fixa pequena ou compacta (à esquerda), para uma câmera de rede dome fixa (meio) e para uma câmera dome PTZ (à direita).
Exemplos de caixas de proteção de câmeras fixas. Apenas as caixas de proteção do meio e da direita são classificados como resistentes a vandalismo.
Em algumas aplicações de vigilância, as câmeras correm o risco de ataques hostis e violentos. Embora uma câmera ou um alojamento nunca possa garantir 100% de proteção contra comportamentos destrutivos em qualquer situação, o vandalismo pode ser atenuado se alguns aspectos forem considerados: projeto da câmera/da caixa de proteção, fixação, posicionamento e uso de alarmes inteligentes de vídeo. Os invólucros e os componentes relacionados feitos de metal proporcionam uma proteção melhor contra vandalismo do que os que são fabricados em plástico. O formato da caixa de proteção ou da câmera é outro fator. Uma caixa de proteção ou uma câmera fixa tradicional que se projeta de uma parede ou do teto é mais vulnerável a ataques (por exemplo, chutes ou impactos) do que caixas de proteção ou invólucros com design mais discreto para uma câmera dome fixa ou uma câmera dome PTZ. A proteção lisa e arredondada de uma cúpula fixa ou de uma cúpula PTZ dificulta, por exemplo, o bloqueio da visão da câmera com a colocação de um pedaço de tecido sobre a câmera. Quanto mais uma caixa de proteção ou uma câmera se mesclar com o ambiente ou estiver disfarçada com outra coisa que não seja uma câmera — por exemplo, uma lâmpada externa — melhor será a proteção contra o vandalismo. A forma de fixação das câmeras e das caixas de proteção também é importante. Uma câmera de rede fixa tradicional e uma câmera dome PTZ , cuja fixação é realizada na superfície do teto, são mais vulneráveis a ataques do que uma câmera dome fixa ou uma câmera dome PTZ instalada rente ao teto ou à parede, quando apenas a parte transparente da câmera ou da caixa de proteção ficar visível. Outro fator importante é a fixação do cabeamento da câmera. A melhor proteção ocorre quando o cabo é puxado diretamente através da parede ou do teto, por trás da câmera. Dessa forma, não haverá cabos visíveis para serem manuseados indevidamente. Se isso não for possível, um conduíte metálico deve ser usado para proteger os cabos contra ataques.O posicionamento das câmeras também é um fator importante para evitar o vandalismo. Se as câmeras forem posicionadas fora do alcance, em paredes altas, ou no teto, muitos ataques impulsivos poderão ser evitados. A desvantagem pode ser o ângulo de visão, que, de certa forma, pode ser compensado pela escolha de uma lente diferente. O recurso de alarme ativo contra adulteração da Axis ajuda a proteger as câmeras contra o vandalismo. Ele pode detectar se uma câmera foi redirecionada, ofuscada ou adulterada, e enviar alarmes aos operadores. Isso é especialmente útil em instalações com centenas de câmeras em ambientes exigentes nos quais é difícil controlar se todas as câmeras estão funcionando corretamente. Isso também é útil em situações nas quais não ocorre visualização ao vivo e os operadores podem ser avisados quando as câmeras foram manuseadas indevidamente.
Proteção contra vândalos e adulteração nas câmeras de CFTV.. Proteção contra vândalos e adulteração nas câmeras de CFTV.. Reviewed by Diogenes Bandeira on 05:14:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.