∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

TIM busca crescimento em IoT e aposta em tecnologia Narrowband IoT (NB-IoT)


IoT é a sigla da moda, e no primeiro dia da Futurecom 2016 já temos certeza de que este será o tema principal do evento. Durante uma coletiva de imprensa, a TIM (Telecom Italia) indicou que o foco de seu negócio está em dois eixos: Big Data- com o objetivo de melhorar tanto sua infraestrutura quanto sua carteira de serviços – e a Internet das Coisas (IoT). A empresa já tem um caso de negócio para a utilização de dados da própria TIM para soluções de segurança dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e pretende aumentar este serviço nos próximos meses.

Quanto à IoT, a TIM está trabalhando com a Qualcomm e a Embrapa – empresa brasileira de pesquisa agropecuária – sobre o uso de drones para capturar informações de terras produtivas e culturas. A empresa explica que o papel da operadora no sistema IoT será de fornecer conectividade e, assim, NB-IoT para desenvolver seus negócios em IoT. “Com a capacidade de lançar 4G em 700 MHz, poderemos triplicar a cobertura, sendo que com o NB-IoT esta cobertura será triplicada mais uma vez”, disse Lorenzo Capdeville da TIM Brasil.

Perguntado pela Telesemana.com se tinha uma previsão para a implementação da tecnologia, o executivo respondeu de maneira conservador e disse que o ecossistema de dispositivos ainda precisa de trabalho para tornar o NB-IoT uma realidade no mercado.

Quanto ao serviço de LTE, a TIM disse que este ano já disponibilizou cobertura 4G em aproximadamente 1000 cidades e planeja cobrir 90% da população com esta tecnologia até o ano que vem. Atualmente, cerca de 35% do tráfego de dados da operadora circula pela rede 4G, no entanto, disse que “se a cobertura alcançar o nível do 3G, esse percentual subiria para 54%”. Na verdade, durante a celebração dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, 70% das conexões realizadas nos arredores das áreas olímpicas utilizaram a rede 4G.

Por outro lado, o executivo disse que a empresa já escolheu as operadoras de banda 700 MHz para executar uma implementação em massa quando as frequências estiverem disponíveis.

Capdeville disse que em locais onde a frequência 700 MHz está presente – e que já estão operando em redes 4G de 2600 MHz e 1800 MHz – a operadora será capaz de executar a agregação de portadores das três bandas, multiplicando a capacidade de transmissão de dados.


Por: Leticia Pautasio
Fonte: Futurecom
Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica
Blog: Diogenes Bandeira
TIM busca crescimento em IoT e aposta em tecnologia Narrowband IoT (NB-IoT) TIM busca crescimento em IoT e aposta em tecnologia Narrowband IoT (NB-IoT) Reviewed by Diogenes Bandeira on 13:25:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.