∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

ANCON I: Penitenciária Peruana atualiza seu sistema de videovigilância sem descartar seus cabos coaxiais


Através de um processo licitatório, o Instituto Penitenciário do Peru (INPE) iniciou o processo de modernização do sistema de vídeo vigilância no Estabelecimento ANCON I (localizado na cidade de Lima). Este processo compreendia a aquisição e instalação de um sistema de câmeras de segurança IP de alta definição, com as quais pretendiam substituir a plataforma de vídeo analógico instalada no local, composta der 43 câmeras e cabeamento coaxial. Esta seria a primeira implementação de câmeras IP de alta resolução nas instituições penitenciárias do Peru.

INPE ANCON I - escopo inicial do projeto - definido nas especificações técnicas da licitação que o integrador poderia reutilizar os cabos coaxiais existentes, ou substituir todo o cabeamento utilizando cabos UTP e fibra óptica.

De acordo com o Eng. Oscar Lara - Gerente de projetos da Electronic International Security S.A. (ELINSE), empresa integradora para a qual o contrato foi atribuído - a decisão de implementar uma plataforma de vídeo vigilância IP foi para melhorar o reconhecimento e a identificação das pessoas, e também para supervisionar as ações operacionais dentro da penitenciária. “Esta plataforma utilizará apenas a tecnologia IP de alta resolução e tem uma projeção para incrementar progressivamente até 200 câmeras” acrescentou.

Com este projeto de modernização se pretendia resolver também uma série de inconvenientes que se apresentavam na penitenciária, por exemplo: as distâncias das 43 câmeras até o único ponto de comunicação variava entre 200 e 650 metros, existia apenas uma única central de controle de vídeo vigilância, e não era viável criar salas de comunicações nos setores potenciais, contemplados dentro da trajetória das câmeras até a central de controle.

Para resolver estes inconvenientes duas opções foram evocadas: buscar uma marca reconhecida para implementar as câmeras IP utilizando o cabeamento coaxial existente, ou utilizar fibras ópticas, com os respectivos gastos adicionais que esta solução representava, considerando que seria necessário adquirir equipamentos adicionais para poder conectar as câmeras.

Diante da migração iminente, os gerentes de projeto enfrentaram dois riscos principais. O primeiro era o comportamento e o estado do cabeamento coaxial existente, com doze anos de utilização, servindo para as câmeras analógicas. O outro risco era garantir o sinal de vídeo e a alimentação para as câmeras localizadas a 650 metros de distância.

Foi assim que a equipe da integradora ELINSE se reuniu com os representantes da NVT Phybridge, que disponibilizou todo seu apoio técnico para garantir que esta instalação seria viável com o cabeamento coaxial disponível. Para tanto foi necessário apenas adquirir os adaptadores EC LINK e os switches administráveis CLEER; os adaptadores EC LINK garantiram as conexões Ethernet com alimentação PoE, a distâncias de até 650 metros com a central de controle, onde foram instalados dois switches CLEER de 24 portas.

A empresa encarregada pelo projeto realizou testes preliminares com a carga das 43 câmeras, utilizando o cabeamento coaxial transmitindo sinal de vídeo e alimentação, através do mesmo cabo, assegurando a alta resolução das imagens sem nenhum tipo de perda na qualidade das mesmas. Além disso, a empresa encarregada constatou que com estas soluções da NVT Phybridge, foram obtidas economias de custos comparativos e redução nos valores de instalação, serviços e utilização.

Com relação a alimentação das câmeras, graças aos switches se pôde transmitir o sinal pelo mesmo cabo coaxial, eliminando a necessidade de fontes de alimentação externas. “Neste projeto foram realizados testes que nos permitiram comprovar que utilizando o mesmo cabo coaxial, era possível transmitir vídeo em HD, economizando em instalação, serviços e utilização” explicou Oscar Lara.

Considerando que esta era uma implementação de importância crítica, com impactos na continuidade operacional da penitenciária, isto não permitia que as câmeras analógicas existentes ficassem fora de serviço durante o período de instalação. Por esta razão, o valor agregado da NVT Phybridge foi de oferecer um tempo mínimo de desconexão e reconexão, pois os procedimentos foram realizados gradualmente, equipamento por equipamento, sem a necessidade de substituir o cabeamento, com a adição apenas dos equipamentos NVT.

Atualmente este sistema está interconectado via rede com a sede operacional remota, situada na cidade de Lima, onde as 43 câmeras são visualizadas.

“O cliente está tão satisfeito com a implementação utilizada, por isso irá certamente realizar futuras instalações em outras penitenciárias do Peru”, ressaltou Oscar Lara, que também acrescentou que por ser a primeira vez que se utilizava este tipo de solução, isto permitiu assimilar o “know how” para realizar o projeto utilizando o cabeamento coaxial existente. “Uma coisa é a teoria e outra é a execução, que permitiu provar e concluir que os custos dos serviços de pós-venda são mínimos”, concluiu.

Sobre a NVT Phybridge
A recém-formada NVT Phybridge é líder em PoE (alimentação sobre Ethernet) de longo alcance para atender as necessidades de comunicação, segurança física e controle nos edifícios das empresas. Além dos produtos líderes de mercado para transmissão analógica, nossos switches PoE de longo alcance simplificam as conexões PoE em locais distantes. Os switches da série CHARIoT da NVT Phybridge ajudam nossos clientes a migrar para uma rede IP, transformando uma infraestrutura nova ou existente, em uma via IP com alimentação. A NVT Phybridge é uma empresa Norte Americana, dedicada a fornecer soluções práticas e tecnologicamente avançadas para o mercado global.


ANCON I: Penitenciária Peruana atualiza seu sistema de videovigilância sem descartar seus cabos coaxiais ANCON I: Penitenciária Peruana atualiza seu sistema de videovigilância sem descartar seus cabos coaxiais Reviewed by Diogenes Bandeira on 21:16:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.