∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Vigilante feminino do Instituto Federal do Rio Grande do Sul é morta a tiros

Foto: Kamila Mendes - Agência RBS.
Uma vigilante de 38 anos do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, localizado na Rua Avelino Antônio de Souza, no bairro Fátima, foi morta a tiros por volta das 7h30min deste domingo, em Caxias do Sul. A identidade da mulher ainda não foi informada pela polícia.

Segundo Getúlio Alberto Pires da Silva, 56, também vigilante e que estava junto com a vítima, dois homens entraram pelo portão principal, deram uma coronhada nele e atiraram contra a mulher. Eles levaram a arma da vigilante e o celular de Silva.

— Trabalho aqui há três meses, mas já avisei meu chefe que não fico mais. É muito perigoso aqui. Hoje eu sobrevivi, porque não era a minha hora — desabafou Silva, que também foi atingido por um tiro no braço e teve ferimentos na testa, após ser agredido por um dos criminosos.

— Toda semana tem assaltos aqui. Na quinta-feira, quebraram o vidro da guarita para tentar roubar pertences. Estamos desprotegidos. Não passa polícia por aqui _ conta Thaís de Oliveira, 30, também colega da vítima.

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de latrocínio, já que a arma da vítima foi levada.

— Ainda precisamos do resultado da perícia para afirmar algo, mas a princípio trata-se de um latrocínio — diz o delegado Rodrigo Morale, que atendeu a ocorrência.

Após o crime, os homens fugiram em um VW/Fox vermelho.


Vigilante feminino do Instituto Federal do Rio Grande do Sul é morta a tiros Vigilante feminino do Instituto Federal do Rio Grande do Sul é morta a tiros Reviewed by Diogenes Bandeira on 10:12:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.