∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Qual a diferença entre um VMS e CMS?


VMS e CMS ambos se referem a softwares que gerenciam gravações de videomonitoramento mas eles são diferentes.

Nesta artigo rápido, vamos explicar as diferenças com relação aos seguintes as aspéctos:
- Como isso varia de acordo com a região geográfica
- Quais as funcionalidades fundamentais de cada software
- O que não faz parte de cada um

Tanto o VMS quanto o CMS não são definidos ou regulados por uma norma ou fabricante. Como tal, as empresas são livres para usá-los como acharem melhor. Neste post, vamos explicar como eles são mais comumente usados ​​na prática.

Variancia por Região Geográfica
Na Ásia, o termo CMS é comum. Fora da Ásia, o termo CMS é raro, a menos que uma empresa asiática tente globalizar sua oferta.

Principais funcionalidades
O VMS é o mais simples dos dois para explicar, uma vez que é mais abrangente. O VMS (video management system), ou software de gerenciamento de vídeo, normalmente se refere a todas as funções do software envolvidos no gerenciamento de vídeo, incluindo a gravação, monitoramento remoto, gestão, etc.

O CMS (central management software), ou software de gerenciamento central, geralmente não se refere ou inclue a gravação. Em vez disso, ele se refere a um software que gerencia/interfaces com gravadores existentes. Por exemplo, você pode ter 10 NVRs implantados e ainda visualizar e gerenciar a imagens através de um software CMS.

Empresas que se posicionam como VMS não usam o termo CMS, pois todas as funções já estão embarcadas em seu VMS.

As empresas que comercializam aparelhos como NVR ou DVR, tipicamente asiáticas, de onde a maioria dos aparelhos se originam, com freqüência chamam o software usado para acessar vários appliances de CMS.

Exemplos
Fabricantes asiáticos como a ACTi usam o termo CMS. Curiosamente, a Hikvision costumava usar a palavra CMS muitas vezes, e agora enfatiza o termo VMS para comercializar a sua oferta a nível internacional.

Melhor / Pior
Como regra geral, o VMS tende a ter melhor performance em recursos embarcados de software (por exemplo, empresas como Genetec, Milestone, OnSSI, Exacq, etc.), mas com custos mais elevados. Empresas que usam o CMS tendem a ter equipamentos de baixo custo, porém, menos recursos de software. Devido a isto, o termo VMS tende a ter um melhor "reconhecimento" em relação ao termo CMS.

Na Prática
Lembre-se, o que colocamos aqui não se tratam de normas rígidas. Elas refletem práticas comuns por parte dos fabricantes que podem mudar ao longo do tempo. Certifique-se sobre quais funções específicas cada pacote de software suporta.


Fonte: IPVM e Axyon.
Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica.
Qual a diferença entre um VMS e CMS? Qual a diferença entre um VMS e CMS? Reviewed by Diogenes Bandeira on 12:04:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.