∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

A Importância e Características da Fibra Óptica.


O rápido avanço tecnológico ocorrido nas telecomunicações e a necessidade de maiores taxas de transmissão que permitam diversos serviços, como multimídia, internet, teleconferência e outros, fazem das fibras e cabos ópticos o melhor meio de transmissão.

O cabo de Fibra Óptica é uma tecnologia que utiliza um filamento de vidro transparente e com alto grau de pureza como meio físico. Seu diâmetro é tão fino quanto um fio de cabelo humano e permite carregar milhares de informações digitais sem perdas significativas ao longo de grandes distâncias.

Ao redor do filamento existem outras substâncias de menor índice de refração, que fazem com que os raios sejam refletidos internamente, minimizando assim as perdas de transmissão. Os sistemas de comunicações baseados em fibra ópticas utilizam dispositivos emissores de luz (LEDS) ou lasers. Além disso, as fibras ópticas são imunes a ruídos e interferências eletromagnéticas pois são feitas de materiais dielétricos e consequentemente não transmitem pulsos elétricos.

Essa tecnologia permite altíssimas taxas de transmissão, na ordem de Gbps (bilhões de bits por segundo), porém para que haja o tráfego de dados e a taxa de transmissão no meio físico de fibra óptica são necessários equipamentos denominados conversores de mídias.

Os cabos ópticos são construídos com materiais apropriados para uso diversificado por meio de um conjunto de redes internas e de terminações (indoor/outdoor) e diversos modelos de redes aéreas e subterrâneas.

O Cabeamento óptico oferece alta qualidade e grande variedade de protocolos compatíveis. No padrão Ethernet, o mais popular a tecnologia óptica oferece desempenho melhor em grandes distâncias e para elevadas taxas de transmissão, superando a do tradicional cabeamento metálico. A instalação em redes locais segue os mesmos requisitos das normas para edifícios comerciais, Data Centers ou residências.

Ao contrário do que se costuma pensar, os cabos de fibra óptica são bastante flexíveis e podem ser passados dentro de diversos tipos de conduítes, sem problemas. Onde um cabo coaxial passa, pode ter certeza que um cabo de fibra também vai passar. Não é necessário em absoluto que os cabos fiquem em linha reta, e devido às camadas de proteção, os cabos de fibra também apresentam uma boa resistência mecânica.

As fibras ópticas podem ser classificadas de dois modos: Monomodo e Multimodo. Essas categorias definem a forma como a luz se propaga no interior do núcleo:

Fibras Monomodo: As fibras monomodo são adequadas para aplicações que envolvam grandes distâncias, embora requeiram conectores de maior precisão e dispositivos de alto custo. Nas fibras monomodo, a luz possui apenas um modo de propagação, ou seja, a luz percorre interior do núcleo por apenas um caminho. Esse tipo de fibra é utilizado para atingir maiores distâncias com uma largura de banda superior a fibra multimodo por ter menor dispersão do sinal.

Fibras Multimodo: As fibras multimodo possuem o diâmetro do núcleo maior do que as fibras monomodo, de modo que a luz tenha vários modos de propagação, ou seja, a luz percorre o interior da fibra óptica por diversos caminhos. Esse tipo de fibra é utilizado normalmente em curtas distâncias. Fibras multímodo são identificadas pela designação OM (“optical mode”) conforme descrito na norma ISSO/IEC 11801.Existem fibras OM1, OM2, OM3, mas hoje, esta evolução continua com o desenvolvimento da fibra OM4 enquanto a indústria se prepara para velocidade de 40 e 100Gb/s.

Podemos citar ainda uma particularidade em meio às fibras: os cabos drops, eles são cabos ópticos de terminação Drop que contem de 01 (uma) a 12 (doze) fibras e que são indicados para instalações aéreas auto suportadas, interligando cabos ópticos externos da última caixa de emenda às instalações internas prediais. Recomendado para utilização em redes FTTH para acesso final ao cliente.

Porém os sistemas de fibra multimodo continuam sendo a solução de cabeamento mais econômica para Data Centers, redes locais (LANs) e outras aplicações empresariais. Em comparação com a fibra monomodo, os sistemas multimodo oferecem custos significativamente mais baixos para transceptores, conectores e sua instalação, enquanto atendem e superam os requisitos de largura de banda e confiabilidade das redes mais exigentes.

Através das fibras ópticas, um sistema de comunicação possuirá uma maior largura de banda ou capacidade de transmissão de informação. Além de uma maior largura de banda, as fibras ópticas podem transmitir dados numa velocidade muito maior e são de fácil instalação.

Podemos citar vários motivos para justificar a utilização de fibras no lugar dos cabos de cobre e a primeira delas é a perda na potência do sinal transmitido. Os sinais que são transmitidos através de uma fibra óptica experimentam menor atenuação (ou perda da potência dos sinais) e, portanto, podem trafegar por distâncias muito maiores. Mesmo para distância relativamente curtas, as fibras ópticas ainda se sobressaem aos cabos de cobre mais avançados.

A velocidade, taxa e capacidade de transmitir informação de uma fibra óptica é maior que qualquer sistema baseado em cabos de cobre. De outra maneira, podemos dizer que a fibra óptica transmite muito mais informação, em taxas muito maiores e por distância muito maiores.

Um par de fibras ópticas, pode transmitir 2.5 milhões ou mais de chamadas telefônicas ao mesmo tempo. Um cabo de cobre com a mesma capacidade teria um diâmetro da ordem de 6 mil.

As fibras ópticas são mais fáceis de serem instaladas. Nas cidades mais populosas, a infraestrutura já instalada para cabos de cobre não oferece mais espaço para a adição de novos cabos. Comparado com os cabos de cobre, os cabos de fibra óptica são mais leves, resistentes e de fácil instalação. Além disso, para sistemas de mesma capacidade, os cabos de fibras exigem muito menos conexões.

Se instalada corretamente, as fibras ópticas sofrem menos deterioração do que os fios de cobre. As fibras ópticas são mais seguras e reduzem significantemente os custos com manutenção. As fibras ópticas também são imunes a radiação eletromagnética. Dessa maneira, os sinais propagados não sofrem interferências de geradores elétricos, motores, linhas elétricas de alta potência, relâmpagos que frequentemente são causadores de ruídos nas linhas de transmissão baseadas em cabos de cobre.

O consumo de energia é menor, uma vez que os sinais nas fibras ópticas se degradam menos, pois, podem ser usados transmissores de menor potência em vez dos transmissores elétricos de alta voltagem necessários para os fios de cobre.

A Redes&Cia orienta que a escolha do cabo e sua instalação seja feita por profissionais capacitados e que o fabricante seja homologado pela Anatel.


Por: Rêmulo Maia Alves - Diretor Redes&Cia.
Por: Tânia Vivian - Consultora Redes&Cia.
Fonte: Redes & Cia.
Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica.
A Importância e Características da Fibra Óptica. A Importância e Características da Fibra Óptica. Reviewed by Diogenes Bandeira on 05:23:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.