∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Talibãs afegãos convocam combatentes a perturbar eleição presidencial


Os talibãs afegãos ameaçaram pela primeira vez de forma direta, nesta segunda-feira, a eleição presidencial prevista para o próximo mês, ordenando que todos os seus combatentes perturbem as eleições, das quais sairá o sucessor de Karzai.

"Ordenamos que todos os mujahedines (combatentes) utilizem todas as suas forças para perturbar esta farsa de eleições", anunciaram os talibãs em um comunicado publicado na internet. Os insurgentes advertem que colocarão como alvo todos os militantes, trabalhadores e outras pessoas encarregadas de organizar estas eleições cruciais para o futuro do país, cujo primeiro turno será realizado no dia 5 de abril.

"Todo afegão tem o dever religioso de desbaratar este novo complô dos invasores", acrescentam os rebeldes, que até o momento não cometeram nenhum grande atentado, pouco mais de um mês após o início da campanha eleitoral.

"Cada um também deve ser consciente de que é inútil participar de uma eleição cujo resultado foi decidido nos escritórios da CIA e do Pentágono", insistem os talibãs, que não cedem em sua insurreição violenta desde que foram expulsos do poder em 2001, quando os americanos invadiram o país. O chefe supremo dos talibãs, mulá Omar, já havia convocado o boicote das eleições. Mas esta é a primeira vez que os rebeldes islamitas ameaçam de forma direta a eleição presidencial. Nas eleições anteriores, em 2009, Hamid Karzai foi reeleito em condições caóticas, após uma sangrenta campanha de atentados e em meio a acusações de fraude em massa.

- Dez candidatos -
Até o momento, as autoridades afegãs não reagiram às ameaças dos talibãs. O governo de Cabul repete regularmente, no entanto, que quase todos os colégios eleitorais estarão protegidos pelas forças de segurança no dia 5 de abril. Em seu comunicado, os talibãs convocam a população afegã a se manter distante dos colégios eleitorais e dos comícios de campanha. Dez candidatos competem para suceder o presidente Hamid Karzai, o único homem que dirigiu o país desde a queda dos talibãs em 2001, e que segundo a Constituição não pode se apresentar a um terceiro mandato. Entre os favoritos figuram Zalmai Rasul, um ex-ministro das Relações Exteriores próximo a Karzai, Ashraf Ghani, um economista de renome, e Abdullah Abdullah, segundo nas eleições de 2009. A campanha eleitoral estava suspensa temporariamente nesta segunda-feira por luto nacional de três dias pelo falecimento, no domingo em Cabul, do primeiro vice-presidente Mohamad Qasim Fahim, que tinha 56 anos. A eleição presidencial será muito importante para a estabilidade do país, principalmente depois de 12 anos de intervenção armada ocidental no Afeganistão. O país vive um período de incerteza, à medida que se aproxima a retirada prevista no fim do ano dos 50.000 soldados da Otan.
Fonte: AFP.
Talibãs afegãos convocam combatentes a perturbar eleição presidencial Talibãs afegãos convocam combatentes a perturbar eleição presidencial Reviewed by Diogenes Bandeira on 18:15:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.