∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Câmeras de monitoramento na BR-101 em Santa Catarina ajudam no trabalho de policiais rodoviários


Um caminhoneiro foi preso na última quarta-feira depois de atropelar um ciclista em Balneário Piçarras, Litoral Norte de SC, na BR-101. No momento do acidente, a Polícia Rodoviária não estava presente, e o motorista fugiu. Foi pego com a ajuda das câmeras de monitoramento instaladas na rodovia entre Palhoça e Curitiba (PR), que têm auxiliado policiais a efetuarem os flagrantes.

Apenas no Réveillon foram cerca de 150 multas enviadas a motoristas mal-educados filmados furando filas pelo acostamento da rodovia. O levantamento foi feito pelo próprio policial rodoviário que estava na central de controle e ficou surpreso com a quantidade de infratores. A PRF não tem um registro exclusivo do número de multas gerados por meio de infrações registradas pelas câmeras.

Colocadas na BR-101 pela concessionária que administra a rodovia, a Autopista Litoral Sul, em julho de 2012, as imagens fornecidas pelas 122 câmeras que ficam em Santa Catarina são acompanhadas de perto por um policial rodoviário desde dezembro de 2012. Com um zoom de até dois quilômetros, elas permitem aproximação nas imagens com nitidez o suficiente para identificar a placa do veículo. Distantes de dois a três quilômetros uma da outra dão cobertura de 80 a 90% de todo o trecho.

Foi o que aconteceu com o caminhoneiro que fugiu depois do atropelamento. Testemunhas indicaram a placa e as características do caminhão. As informações foram repassadas para o policial rodoviário federal que trabalha na central de controle operacional da concessionária em Joinville, Norte de SC. Com ajuda das câmeras, ele identificou o veículo e o acompanhou desde o local do acidente. A carreta foi abordada na unidade da PRF de Pirabeiraba a mais de 70km da região do acidente.

Entre as ocorrências mais comuns flagradas pelas câmeras e que permitem até o envio de multas ao motorista infrator estão: falar no celular enquanto dirige, andar na contramão nas marginais da rodoviária — ainda que em um trecho pequeno — e, aquela que mais incomoda motoristas que encaram as longas filas típicas da BR-101 Norte nesta época do ano: engraçadinhos andando pelo acostamento.

As imagens ficam entre 15 e 20 dias gravadas. De acordo com o inspetor chefe da comunicação da PRF Luiz Graziano, as ocorrências vistas pelas câmeras podem gerar multas, conforme autorização do Conselho Nacional de Trânsito. Assim como em qualquer caso de infração, o motorista pode recorrer. Além de flagrantes, Graziano observa que as câmeras também têm ajudado a descobrir causas de acidentes e a encontrar o culpado.

O monitoramento está presente apenas na BR-101. A BR-116 — entre Mafra, Planalto Norte de SC, e Lages, região serrana, — também recebeu câmeras, mas não há o acompanhamento de um policial rodoviário federal.
Fonte: DIÁRIO CATARINENSE
Câmeras de monitoramento na BR-101 em Santa Catarina ajudam no trabalho de policiais rodoviários Câmeras de monitoramento na BR-101 em Santa Catarina ajudam no trabalho de policiais rodoviários Reviewed by Diogenes Bandeira on 13:21:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.