∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Roubos em geral, furtos e sequestros caem na Capital.


A Capital registrou queda dos roubos a banco, extorsões mediante sequestro e dos furtos em geral entre janeiro e novembro de 2012 em comparação com o mesmo período do ano passado. Além disso, a maior cidade do Brasil conquistou em novembro diminuição dos latrocínios, furtos e roubos de veículo e roubos em geral.

Com 18 casos contabilizados nestes 11 meses, a diminuição mais relevante foi a de extorsão mediante sequestro, que atingiu a menor quantidade de ocorrências desde 2001, quando houve 186 casos.

De janeiro a novembro do ano passado foram registradas 33 extorsões mediante sequestro na Capital. Comparando com o mesmo período de 2012, a diminuição foi de 15 casos ou 45,45%.

O cenário dos últimos 12 meses também é positivo para os paulistanos. Neste comparativo, a queda foi de 47,22% ou de 17 casos. No período de dezembro de 2011 a novembro deste ano foram contabilizadas 19 extorsões mediante sequestro na Capital. De dezembro de 2010 a novembro de 2011, foram 36.

A ação policial de combate ao tráfico de entorpecentes e prisões também melhorou no período. As informações constam das estatísticas mensais da criminalidade divulgadas pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Roubos a banco caem 24,29%
Com 106 casos registrados, os dados destes 11 meses mostram que a Capital alcançou a menor quantidade de roubos a banco desde 2004, quando foram contabilizadas 194 ocorrências do tipo.

Em comparação com o período de janeiro a novembro de 2011, quando houve 140 casos de roubo a banco na cidade, a diminuição foi de 34 ocorrências, ou 24,29%.

A queda também pode ser constatada no comparativo dos últimos 12 meses. De dezembro de 2011 a novembro de 2012 houve 115 roubos a banco na Capital, 35 a menos que entre dezembro de 2010 e novembro de 2011, quando foram registrados 150 casos – uma diminuição de 23,33%.   
 
O estudo de 12 meses feito pela CAP, assim como o de toda a série histórica (últimos 12 anos), é fundamental para a interpretação das estatísticas da criminalidade, pois permite uma análise mais consistente das tendências criminais.

Furtos também diminuem:
A capital do Estado também atingiu diminuição dos furtos em geral nestes 11 meses de 2012. A queda foi de 0,34% ou 615 casos. De janeiro a novembro de 2011 foram registradas 181.882 ocorrências de furto na cidade contra 181.267 no mesmo período deste ano.

Furtos de veículo recuam:
O comparativo dos últimos 12 meses revela um recuo de 0,13% ou 56 casos furto de veículo na cidade. A diminuição foi de 42.924 ocorrências entre dezembro de 2010 e novembro de 2011 para 42.868 entre dezembro de 2011 e novembro de 2012.

A queda da modalidade criminal pode ser verificada ainda no comparativo mensal. Em novembro deste ano foram contabilizados 3.314 furtos de veículo na Capital, contra 3.723 no mesmo mês do ano passado – uma diminuição de 409 ocorrências ou 11%.

Latrocínio e roubos caem no mês:  
No mês de novembro, os latrocínios registraram diminuição de um caso na cidade de São Paulo em relação ao mesmo mês do ano passado. A queda foi de sete para seis ocorrências. 

O comparativo mensal mostra também um recuo de 5,6%, ou 496 casos, dos roubos em geral. Em novembro de 2011, a modalidade criminal registrou 8.817 ocorrências, contra 8.321 no mesmo mês deste ano.

O recuo dos roubos de veículo foi de 13,7%, ou 522 casos. O total de ocorrências caiu de 3.800 roubos de veículo em novembro do ano passado para 3.278 no mesmo mês deste ano.

Homicídio doloso:
Embora tenha havido aumento das mortes intencionais nestes 11 meses em São Paulo, o comparativo entre novembro e outubro deste ano mostra uma diminuição do indicador de criminalidade na Capital. A queda foi de seis ocorrências, passando de 150 em outubro para 144 em novembro.

Melhora da ação policial:
A eficiência das polícias paulistas continua a cada mês conquistando um patamar recorde em relação aos flagrantes de tráfico de entorpecentes e prisões. Preparação e inteligência são algumas das estratégias adotadas pelas polícias Civil e Militar da Capital para a realização de 7.264 flagrantes de tráfico de drogas no período de janeiro a novembro de 2012. É a melhor produtividade policial dos últimos 12 anos.

Em comparação com o mesmo período do ano passado – quando foram elaborados 6.100 boletins de ocorrência de tráfico de entorpecentes – houve um aumento de 19,08% ou 1.164 registros. Esse tipo de apreensão ou prisão depende totalmente da ação policial e o crescimento indica mais eficiência das polícias para retirar drogas das ruas e prender traficantes.

Pelo menos em parte, a elevação decorreu da bem sucedida operação Centro Legal, que combate a logística do tráfico do crack e outras drogas na região central, enquanto agentes de saúde e sociais oferecem tratamento médico aos dependentes químicos. Mais de 1.351 dependentes se internaram para tratamento, enquanto 733 traficantes foram presos em flagrante pelas polícias.

Também houve melhora no comparativo de 12 meses, com 1.216 flagrantes a mais – de 6.511 casos de apreensão de drogas ou prisão de traficantes de dezembro de 2010 a novembro de 2011 para 7.727 nos últimos 12 meses – um aumento de 18,68%.

Mais prisões:
As polícias da cidade de São Paulo também realizaram mais prisões nestes 11 meses de 2012 em comparação com o período de janeiro a novembro de 2011. O indicador de produtividade teve uma melhora de 2,83%, com 757 prisões a mais. Nestes 11 meses de 2012 foram feitas 27.509 prisões, contra 26.752 no mesmo período no ano passado.

A melhora também aconteceu no comparativo dos 12 meses. Entre dezembro de 2010 e novembro de 2011 foram registradas 28.965 prisões na cidade, o número subiu para 29.572 nos últimos 12 meses – melhora de 607 casos ou 2,10%.

Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública.
Roubos em geral, furtos e sequestros caem na Capital. Roubos em geral, furtos e sequestros caem na Capital. Reviewed by Diogenes Bandeira on 05:42:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.