∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Supercomputador Titan: recorde quebrado?


Com uma capacidade de processamento de mais de 20 petaflops, o novo supercomputador Titan, do Oak Ridge National Laboratory, que foi aberto para negócio na segunda-feira (29/10), pode ser o computador mais poderoso do mundo. A posição será confirmada ou refutada quando a versão mais recente do ranking semestral Top500 dos supercomputadores for lançada, o que ocorrerá em algumas semanas. O hardware virá em primeiro lugar ou em segundo, pouco atrás do Sequoia, da Lawrence Livermore National Laboratory, que foi o primeiro da lista de junho, com um pico de 20.1 petaflops. De acordo com o Oak Ridge, esse tipo de potência “é igual a 7 bilhões de pessoas conseguindo fazer 3 milhões de cálculos por segundo”. O Departamento de Energia, que supervisiona os laboratórios nacionais, usará o Titan para pesquisar inúmeros tópicos diferentes, incluindo  os biocombustíveis, a eficiência do mecanismo de combustão, magnetismos, astrofísica, clima, ciência nuclear e ciência dos níveis atômicos dos materiais, entre outros. Entre outras aplicações específicas destinada a funcionar no Titan, estão a CAM-SE, que será utilizada para pesquisar adaptações às alterações climáticas e mitigação, a Denovo, que irá desempenhar pesquisas nucleares em tópicos como o comportamento de nêutrons em reatores nucleares, Lammps, que pesquisará uma maneira para as moléculas entrarem e saírem de células vivas, e o S3D, que estudará problemas de combustão, como o desempenho de grandes cadeias de hidrocarbonetos. O computador é oficialmente uma atualização para o antigo campeão mundial, o supercomputador da Oak Ridge, Jaguar. Entretanto, o nome não foi a única coisa que mudou: o Titan possui dez vezes o poder de processamento de seu antecessor, que teve a sexta posição na lista Top 500 com um pico de 2,6 petaflops. O do Titan é um sistema massively parallel Cray XK7, com 18.688 nodes de computação em 200 gabinetes. Cada node é potencializado com um processador de 2.2 GHz AMD 16-core Opteron 6274 com 32GB de memória DDR3 e uma GPU Nvidia K20 Tesla com 6GB de memória de alta-velocidade. Ao todo, a máquina tem 710 TB de memória. Há também uma nova interconexão mais escalável Apesar das atualizações, o Titan ocupará o mesmo espaço físico, e graças à sua combinação de GPUs e CPUs, usará apenas um pouco mais de eletricidade do que o Jaguar. O computador consumirá 9 megawatts de potência, mais de três vezes menos do que os 30 megawatts que seriam necessários para potencializar o supercomputador se ele tivesse base na arquitetura de apenas uma CPU.

Fonte: iT Web.
Supercomputador Titan: recorde quebrado? Supercomputador Titan: recorde quebrado? Reviewed by Diogenes Bandeira on 01:13:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.