∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

20 x 102, munição destinada aos Canhões Monotubo M39 e de 6 Tubos M61 (Vulcan).


Munição destinada aos Canhões Monotubo M39 e de 6 Tubos M61 (Vulcan).
    Utilização Genérica:
  • Combates ar-terra contra tropas e veículos blindados leves.
  • Defesa anti-aérea de curto alcance.
  • Combates aéreos de curto alcance.
    Características Técnicas Gerais das Munições:
  • Estojo: latão 70/30.
  • Espoleta Iniciadora: tipo M52A3B1, de acionamento elétrica.
  • Propelente: base simples ou base dupla.
    Utilização Específica dos Projéteis:
  • Exercício M55A2: treinamento de pessoal.
  • Traçante M220: treinamento de pessoal, com a vantagem de a trajetória do projétil poder ser visualizada. Tempo de queima da mistura traçante: 2 segundos.
  • Perfurante e Incendiário M53: destinado a ataques ar-terra contra alvos que possuam blindagens leves do tipo "Half-Track", veículos de reconhecimento, depósitos de superfície semiprotegidos e meios de transporte ferroviário, terrestre ou marítimo.
  • Alto Explosivo Incendiário M56A3: destinado ao combate ar-terra, ao combate aéreo e à defesa anti-aérea. A espoleta de ogiva utilizada nesse projétil possui funcionamento instantâneo quando ocorre o impacto contra o alvo. A distância segura para o impacto contra o alvo é de 2 metros. 
20 x 102, munição destinada aos Canhões Monotubo M39 e de 6 Tubos M61 (Vulcan). 20 x 102, munição destinada aos Canhões Monotubo M39 e de 6 Tubos M61 (Vulcan). Reviewed by Diogenes Bandeira on 02:06:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.