∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Quantidade de ataques DDoS aumenta, mas sua força de ataque diminui


Uma das razões para o crescente número de ataques menos poderosos pode ser a maior utilização dos serviços de booter ou stresser, diz Akamai. O poder dos ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS) diminui nos últimos meses. Também tiveram menor duração. Mas sua quantidade aumentou consideravelmente, colocando em risco pequenas e médias empresas.

De acordo com a Akamai, o número de ataques DDoS registrados no terceiro trimestre deste ano cresceu 180 por cento em comparação com o 3º trimestre de 2014, superando a casa de 1500,segundo relatório da empresa publicado nesta terça-feira, 8/12.

Sites de pequenas empresas estão cada vez mais em risco devido à crescente popularidade dos ataques de DDoS como ferramenta de extorsão. Pelo menos duas gangues, conhecidas como DD4BC e Armada Coletivo, estão se especializando neste tipo de extorsão e têm sido muito ativas nos últimos meses, de acordo a Akamai e da Sucuri, especializada em segurança Web, que registou tais ataques contra seus clientes.

A largura de banda é calculada em megabits ou gigabits por segundo (Mbps ou Gbps), enquanto o volume é calculado em pacotes por segundo (pps). Um número alto para qualquer destes atributos pode levar à sobrecarga de um servidor ou aplicativo alvo dos ataques, deixando-o incapaz de responder a pedidos legítimos.

Uma das razões para o crescente número de ataques menos poderosos pode ser a maior utilização dos serviços de booter ou stresser. São serviços online, acessíveis a qualquer pessoa, empregados para atacar dispositivos que usem protocolos SSDP, NTP, DNS e CHARGEN. Técnicas de reflexão desses protocolos foram responsáveis por um terço dos ataques no trimestre.

O número de mega ataques - aqueles que excedem 100 Gbps - diminuiu de oito em cada 12 no segundo trimestre para oito em cada 17. Houve, no entanto, um ataque detectado pela Akamai, que estabeleceu um novo recorde de volume: 222 milhões de pacotes por segundo (Mbps). Para efeito de comparação, o volume médio dos ataques registrados neste trimestre foi de 1,57 Mpps.

Um ataque de 222 Mbps tem poder suficiente para derrubar roteadores nível 1 utilizados pelos provedores de acesso (ISPs), de acordo com a Akamai, e cria problemas para todos os dispositivos que percorre para chegar ao destino pretendido.

Empresas do setor de jogos online continuam a ser os alvos preferenciais para os atacantes, respondendo por 50 por cento das vítimas de DDoS no trimestre. A indústria de software e tecnologia ficou em segundo lugar, respondendo por 25 por cento dos ataques.

O Brasil figura entre os três países mais atacados por técnicas de negação de serviço (DDoS). Fica atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido (imagem abaixo).


Fonte: CIO e IDG News Service
Quantidade de ataques DDoS aumenta, mas sua força de ataque diminui Quantidade de ataques DDoS aumenta, mas sua força de ataque diminui Reviewed by Diogenes Bandeira on 08:00:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.