∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

FUJA: 6 tipos de clientes que você deve evitar


Uma das formas de evitar problemas com clientes é sendo rigoroso nos projetos que você trabalha. Um dos erros mais comuns de quem está começando a carreira de freela, é pensar que todos os clientes são realmente bons clientes. Infelizmente, alguns acabam dando mais trabalho do que o dinheiro do projeto poderia pagar, o que faz com que o freela fique no prejuízo.

Uma das formas de você evitar esse tipo de problemas, é sabendo identificar as características dos clientes mais problemáticos. Ao longo deste artigo, vou alertar você para alguns dos traços mais comuns entre esses clientes e ainda vou compartilhar estratégias de como você deve proceder. Vamos lá!

1 - O QUE FOGE DE PAGAMENTOS INICIAIS
Um dos primeiros sinais de um cliente problemático está relacionado com pagamentos. Uma das premissas que eu tenho no meu negócio é de cobrar, pelo menos, 50% do valor do projeto logo ao início. Se possível, tento logo os 100%, mas sei que isso muitas vezes é difícil para o cliente, principalmente em projetos de valor mais elevado. Esta premissa faz com que eu rejeite, logo à partida, clientes que não pagam pelo menos 50% do valor adiantado.

“Mas dessa forma você não perde clientes Luciano?”

Sim, eu perco muitos clientes. Porém, ter muitos clientes não deve ser o objetivo final do freela. O objetivo final deve ser uma boa quantidade de clientes que você possa confiar. Clientes que não atrasem pagamentos e que se foquem na conclusão do projeto.

E pela experiência que eu tenho, clientes que não querem investir logo ao início em você, mais tarde ou mais cedo vão gerar problemas relacionados com pagamentos (ou seja, você vai ficar sem receber).

Como proceder: Diga logo ao seu cliente que só trabalha com 100% do valor adiantado. Se ele reclamar, diga que você pode “descer” para os 50% adiantados, no máximo. Explique que anteriormente já teve problemas com clientes que pagavam depois e que prefere fazer dessa forma. Se ele não respeitar, é porque ele não é um bom cliente para você.


2 - O QUE ESTÁ SEMPRE DANDO A OPINIÃO
Considero que o bom relacionamento entre o freelancer e o cliente é um dos segredos para projetos de longo prazo. E para que esse relacionamento seja saudável, é necessário que o cliente opine e troque algumas ideias que o freela. Contudo, existe uma grande diferença entre “dar algumas opiniões” e querer ficar o tempo todo modificando o seu projeto…

Se está trabalhando com um cliente que tem esse hábito, fuja dele. Esse tipo de clientes deixam o seu projeto com menos qualidade, o que acaba deixando você frustrado e com menos tempo para se dedicar aos clientes que realmente interessam!

Como proceder: Faça um teste de um mês com esse cliente. Se ele continuar sendo extremamente intromissivo no seu trabalho, a melhor opção é dispensá-lo. Mais uma vez, siga a lógica que expliquei neste artigo: dispense os maus clientes para que você possa encontrar bons clientes.


3 - O QUE NÃO TEM HORA
Você sabe aquele cliente que liga para você no domingo ou durante a semana logo às 7 da manhã? Pois é, esse é outro tipo de cliente que deve evitar. Com estas atitudes, este tipo de clientes dão um claro sinal que eles não respeitam o seu trabalho: eles só estão focados no resultado. E como eu expliquei, um relacionamento duradouro obriga a um respeito mútuo de ambas as partes.

Como proceder: Você aqui tem dois caminhos. O primeiro é evitar que esse tipo de situações aconteçam através da assinatura de um contrato com o cliente. No contrato, forneça o seu horário de trabalho e deixei bem claro que ele só pode ligar dentro desse período de tempo. Se você não deixou isso definido, a segunda possibilidade é avisar o cliente que só vai atender o celular dentro do seu horário de trabalho.


4 - O QUE SE ESQUECE DE TUDO
Você marcou uma reunião e ele não apareceu? Você enviou um email e ele esqueceu de responder? Esse é o cliente esquecido. Os seus constantes esquecimentos atrasam projetos, não respeitam o seu tempo e contribuem para um mau desenvolvimento do vosso trabalho.

Obviamente, todos estamos sujeitos a esquecimentos. Porém, comece a preocupar-se se isso for uma constante desse cliente. Preste muita atenção a essa pormenor, pois ele pode ser um claro sinal de que a vossa parceria não tem futuro…

Como proceder: O primeiro passo é, obviamente, avisar o cliente. Avisar que o projeto está atrasando por causa dos esquecimentos dele, que você vai cobrar por esse tempo perdido, etc. Se a situação persistir, ai talvez seja o momento de desistir da parceria.


5 - O QUE TEM SEMPRE PROBLEMAS
Sabe aquele cliente que tem sempre um problema de última hora que impede de pagar você ou que atrasa o projeto? Pois é, esses são outros clientes que você deve evitar. São aqueles clientes que inventam sempre uma desculpa de última hora para não fazerem algo..

“O meu carro estragou!”

“Eu transferi o dinheiro mas o banco cometeu um erro”

“Estive em reuniões o dia todo e me esqueci do seu email”

“Eu não recebi o seu email porque ele foi para o SPAM!”

E muitas outras desculpas semelhantes a esta..

Como proceder: Fuja desse tipo de clientes o mais rápido possível! Eles são clientes “enrolões” que no final só querem o seu trabalho de graça. Acredite: enrolão uma vez, enrolão durante o projeto inteiro.


6 - O SUPER AMIGO
Existem alguns clientes que gostam de convidar o freelancer para jantar ou até comentam jogos de futebol em telefonemas de trabalho. Desde que você saiba diferenciar o relacionamento pessoal com o profissional, isso não tem problema algum. Porém, tenha cuidado e confira se isso não é uma tentativa do cliente fazer uma longa amizade com você e depois não pagar pelos seus serviços…

Obviamente não existe qualquer problema em você não cobrar pelo seus projetos. Isso é uma opção sua! No entanto, deixe isso bem claro logo ao início: você está trabalhando de graça ou pretende receber desse cliente?

Como proceder: Mesmo que o seu cliente comece a fazer o papel de amigo, não facilite na questão de pagamentos, prazos, etc. Mantenha-se firme às datas combinadas com ele. Não deixe que esse nova amizade comprometa o projeto.


UM AVISO FINAL...
Com este artigo não quero, de todo, dizer que os clientes são uma parte negativa na vida de um freelancer. Os clientes são a razão do freelancer existir! Porém, isso não invalida que o freela fique atento e fuja daqueles que podem gerar problemas. Até porque um “mau” cliente impede você de encontrar os “bons” clientes…

E você, já encontrou este tipo de clientes? Como lidou com eles? Conte a sua experiência!


Por: Luciano Larrossa
Fonte: Escola Freelancer.
Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica.
FUJA: 6 tipos de clientes que você deve evitar FUJA: 6 tipos de clientes que você deve evitar Reviewed by Diogenes Bandeira on 01:04:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.