∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Cresce demanda por rastreabilidade na cadeia produtiva.


TÜV Rheinland amplia, no Brasil, serviços de auditoria para empresas como Carrefour, que buscam monitorar as condutas sociais dos fornecedores

A preocupação das empresas em rastrear sua cadeia de produção e monitorar o cumprimento da legislação e de normas por parte de seus fornecedores tem ampliado, no Brasil, a demanda por serviços de auditoria na área de responsabilidade social da TÜV Rheinland Brasil, subsidiária de um dos maiores grupos mundiais de certificação, inspeção, treinamento e gerenciamento de projetos. A empresa, que já presta este tipo de serviço no exterior, com um grande mercado na China, ampliou sua divisão de certificação da cadeia de outsourcing, devido à demanda crescente de clientes com atuação nacional.



Empresas dos setores de bebidas, confecção e de supermercados estão entre as que mais têm demandado o serviço de auditoria de responsabilidade social dos seus fornecedores - seja como medida preventiva e alinhada às políticas de responsabilidade social dessas empresas, quanto a fim de evitar problemas em atividades nas quais se constatam denúncias frequentes de trabalho análogo à escravidão, entre outras irregularidades.

“Assegurar o cumprimento da legislação e das normas deixou de ser uma preocupação apenas na gestão do próprio negócio e hoje se estende de forma ampla também à cadeia de fornecedores”, afirma Mayara Zunckeller Paulino, Coordenadora Técnica na TÜV Rheinland Brasil.

O grupo Carrefour, há 39 anos no Brasil, por exemplo, é uma das empresas que conta com o apoio da TÜV Rheinland Brasil para realizar a avaliação de responsabilidade social junto a seus fornecedores. “O Carrefour é um dos nossos principais parceiros neste tipo de auditoria. Contudo, temos feito diversas auditorias BSCI (Business Social Compliance Initiative) para pequenos produtores”, informa Mayara.

O serviço da TÜV Rheinland Brasil consiste em uma auditoria segundo Códigos de Ética e de Conduta, como o SMETA e o ICS, que contemplam avaliações documentais, entrevistas com colaboradores (individualmente e em grupo) e requisitos de saúde e segurança do trabalho, com o objetivo de constatar, por exemplo, se a empresa mantém relações de trabalho escravo ou infantil. Os requisitos verificados são: trabalho escravo; liberdade de associação e direito a negociação coletiva do trabalhador; saúde e segurança; trabalho infantil; remuneração; jornada de trabalho; discriminação; trabalho temporário, subcontratação e trabalho domiciliar; práticas disciplinares; questões relativas ao meio-ambiente e práticas de negócios (compliance).

O tempo necessário para todo o processo de auditoria é definido pela quantidade de pessoas, próprias ou terceirizadas, de cada organização, mas a média é de um a quatro dias. A auditoria é realizada por um único auditor, o que garante a rastreabilidade de todo o processo.

Ao final do processo de auditoria, todas as informações são disponibilizadas ao cliente em uma plataforma com resultados, fotos e documentos. “De posse dessas informações, as empresas podem avaliar seus fornecedores e, caso julguem necessário, sugerir correções ou melhorias”, salienta a coordenadora técnica da TÜV Rheinland. Ela lembra que investir em ações de responsabilidade social não é apenas um grande diferencial competitivo, mas transformou-se em requisito para alguns negócios, devido à exigência dos clientes de que a empresa esteja alinhada às boas práticas sociais.


Sobre a TÜV Rheinland
O Grupo TÜV Rheinland é um dos maiores em certificações, inspeções, treinamentos e gerenciamentos de projetos no mundo. Fundada na Alemanha há mais de 140 anos, a organização tem uma trajetória marcada pela seriedade, profissionalismo e independência. Há cerca de 40 anos, iniciou seu processo de internacionalização, a partir da Europa. Desde então, a rede não parou de crescer. A marca TÜV Rheinland está presente em milhares de produtos ao redor do mundo, garantindo que são seguros para usuários e consumidores.

No Brasil, a empresa possui por volta de seis mil certificações ativas, atendendo a mais de 1.500 clientes dos mais diversos setores. É uma empresa acreditada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), do Ministério das Comunicações, e pelo INMETRO em mais de 100 escopos diferentes, tendo forte atuação junto aos setores de telecomunicações, tecnologia da informação, eletrodomésticos, máquinas, produtos médicos, produtos mecânicos de recreação e domésticos; produtos alimentícios, indústria automobilística e de autopeças, entre outros.


GPCom Comunicação Corporativa
Mário César de Mauro - (mariocesar@gpcom.com.br)
Giovanna Picillo.

Edição: Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica.
Cresce demanda por rastreabilidade na cadeia produtiva. Cresce demanda por rastreabilidade na cadeia produtiva. Reviewed by Diogenes Bandeira on 05:30:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.