∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

O futuro do colete balístico: cientistas criam plástico que se regenera após ser atingido com tiro.


Pesquisadores da Universidade de Illinois, nos EUA, desenvolveram uma tecnologia que pode trazer a materiais plásticos a capacidade de autorregeneração. Na demonstração é possível ver o plástico se recuperando de um dano que aparenta ter sido causado a tiros.

"Nós demonstramos os reparos de materiais sintéticos, não-vivos, de uma forma que é reminiscente dos reparos por crescimento, como visto em alguns sistemas vivos.", explicou o professor de química Jeffry Moore, que trabalha no time de pesquisa.

O sistema funciona por meio da utilização de pequenos canais (chamados de "veias" pelos cientistas) no material, por onde passam dois líquidos diferentes. Ao se misturarem, os líquidos formam um gel, que ao secar, fecha o local quebrado ou furado com um polímero.

Como o material ainda está em fase de testes, é necessário bombear os líquidos pelos canais, o que funciona apenas como prova de conceito. O próximo passo é criar materiais que já possuam os compostos químicos necessários, para que eles possam criar a reação sozinhos.

O vídeo abaixo mostra melhor, com os líquidos tingidos, como é o processo. O vídeo está em inglês, mas a parte que mostra o funcionamento do líquido em ação começa aos 2:00.
Fonte: Cnet


O futuro do colete balístico: cientistas criam plástico que se regenera após ser atingido com tiro. O futuro do colete balístico: cientistas criam plástico que se regenera após ser atingido com tiro. Reviewed by Diogenes Bandeira on 11:42:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.