∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Com greve da PM em PE, faculdades e universidades cancelam aulas


Com a greve da Polícia Militar no estado, algumas universidades e faculdades do Recife cancelaram as aulas do período noturno desta quinta-feira (15). A assessoria da Faculdade Maurício de Nassau (Uninassau) informou que as aulas de todas as unidades da Uninassau, incluindo a de Caruaru, no Agreste do estado, e da Faculdade Joaquim Nabuco, no Recife, em Paulista e em São Lourenço da Mata, estão suspensas nos períodos da tarde e noite.

O mesmo acontece com os estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE): as aulas do período da tarde e noite foram suspensas, assim como o expediente administrativo dos servidores da universidade. A reitoria da UFPE também decidiu que todas as aulas que comecem após as 17h serão suspensas até que a greve da PM chegue ao fim. A medida vale para os campi de Vitória de Santo Antão e Caruaru, além do Recife.

Na Universidade de Pernambuco (UPE), na área central do Recife, as aulas estão mantidas em horário normal, segundo a assessoria de comunicação. Na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), na Zona Oeste, as aulas que começariam após as 17h também foram canceladas. A assessoria da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) informou que as aulas do período da tarde e da noite foram canceladas, assim como na Faculdade de Ciências Humanas (Esuda), também na área central do Recife.

Entenda a paralisação
Uma comissão independente de PMs iniciou a paralisação na noite de terça (13) e decidiu manter a mobilização na noite de quarta (14), após reunião com líderes do governo e representantes da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Nem o governo do estado nem o movimento grevista precisaram quantos PMs aderiram à paralisação.

Um dos representantes dos PMs, soldado Joel Maurino, afirmou que a paralisação foi mantida porque não foi fechado acordo quanto ao aumento de 50% no salário-base, uma das reivindicações da categoria. O grupo envolvido na mobilização também pleiteia, entre outros pontos, aumento do vale-refeição e estruturação do Plano de Cargos e Carreiras (PCC) da corporação.

O secretário da Casa Civil, Luciano Vasquez, informou que os PMs terão reajuste de 14,55% no contracheque de junho, equivalente à quarta parcela acordada em acerto entre governo e categoria, há quatro anos. O primeiro aumento foi em 2011, de 14%; a segunda e a terceira parcelas foram de 10%, em 2012 e 2013. Os reajustes foram concedidos sempre no mês de junho de cada ano.

O governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSB), solicitou na quarta-feira (14) a ajuda dos homens da Força Nacional de Segurança Pública e do Exército para substituir os PMs grevistas. As tropas começaram a desembarcar na madrugada desta quinta (15) e já estão nas ruas fazendo policiamento ostensivo. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, virá ao estado nesta quinta, acompanhado de um general designado para comandar as ações das Forças Armadas.
Fonte: G1 - PE.
Com greve da PM em PE, faculdades e universidades cancelam aulas Com greve da PM em PE, faculdades e universidades cancelam aulas Reviewed by Diogenes Bandeira on 15:03:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.