∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Rússia reforça presença marítima global.

A Rússia reforçará a presença marítima global. Um agrupamento de cinco – seis navios de guerra será formado para controlar segurança no Mediterrâneo, declarou o comandante em chefe da Marinha, almirante Viktor Chirkov, não excluindo que, no caso da necessidade, agrupamentos análogos sejam criados no Índico e no Pacífico. O agrupamento da Marinha no Mediterrâneo será composto principalmente por navios de primeira graduação: fragatas e cruzadores, que irão encontrar-se permanentemente na região. A grande unidade operacional incluirá, na maioria, navios de guerra da Esquadra Norte. As restantes naves serão da Esquadra do Mar Negro. A direção será efetuada pelo comando geral do agrupamento no Mediterrâneo. Na semana passada, o ministro da Defesa, Serguei Shoigu, asseverou que a Rússia tem todas as possibilidades para estabelecer uma frota permanente nesta parte do Oceano Mundial. Em janeiro, a Rússia efetuou as maiores manobras navais da última década no Mediterrâneo, das quais participaram navios das Esquadras do Báltico, do Mar do Norte e do Mar Negro. A decisão de que navios de gurra russos devem continuar na região serviços militares foi tomada com base nos resultados dessas manobras. Para o mar foram enviados quatro grandes navios de desembarque, diz o perito militar Viktor Baranets: "É evidente que o Mediterrâneo se transforma num centro de influência militar nos países da região por parte da OTAN, dos Estados Unidos e de outros estados. Naturalmente, tal fato não pode escapar à atenção da Rússia, de seus políticos e almirantes. Vemos perfeitamente como se desenvolve a situação em torno da Síria e não podemos deixar sem atenção a solução desta questão praticamente global". A experiência da formação de um agrupamento no Mediterrâneo poderá ser estendida também para outras regiões, não excluiu o comandante em chefe da Marinha russa, almirante Chirkov. Se for necessário, disse, o comando da Força Naval irá propor ao governo e ao presidente formar grandes unidades operacionais de navios no Pacífico e no Índico. Comentando esta declaração, o assessor do chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da Rússia e antigo comandante em chefe da Esquadra do Mar Negro, Igor Kassatonov, declarou: "Tradicionalmente, estivemos presentes nestes oceanos, espacialmente nas regiões mais importantes para os interesses da Rússia. Havia o porto de Kamran no Vietnã, muito bem preparado tecnicamente, havia também outros pontos de entrada de navios russos. Interesses da Rússia continuam a ser evidentes nestas regiões. A Rússia é uma grande potência marítima. Esta região será declarada pelo Comandante Supremo como vitalmente importante para os interesses da Rússia. Nossas forças estarão lá tanto tempo, quanto for necessário". As zonas do Pacífico e do Índico tornam-se centros da política mundial. Não é casual que nomeadamente naquela região os Estados Unidos e a China intensificam sua presença militar. A Rússia, por seu lado, reagirá adequadamente a esta tendência.
Fonte: Voz da Rússia.

Rússia reforça presença marítima global. Rússia reforça presença
marítima global. Reviewed by Diogenes Bandeira on 12:55:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.