∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Operação combate comércio ilegal de explosivos na PB e no RN.

Uma operação conjunta da Polícia Civil com o Ministério Público da Paraíba cumpre, na manhã desta segunda-feira (18), três mandados de busca e apreensão para combater o comércio irregular de explosivos no estado e no Rio Grande do Norte. As informações preliminares são de que duas pessoas foram detidas e 25kg de explosivos apreendidos. Segundo as investigações, a dinamite era vendida em mineradoras e garimpos para grupos criminosos especializados em explosões de agências bancárias. De acordo com o Ministério Público, os mandados foram cumpridos no Junco do Seridó e em Lagoa de Dentro , na Paraíba, e em um município do interior do Rio Grande do Norte. Uma entrevista coletiva está marcada para as 10h (horário local) desta segunda-feira, na sede da 3ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Patos , no Sertão paraibano. Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão em Lagoa de Dentro, no Agreste paraibano, a operação prendeu em flagrante um homem que indicou onde era realizada a distribuição dos explosivos, levando a Polícia Civil a realizar mais a prisão de um empresário proprietário de uma mineradora, no município de Pedra Lavrada , no Seridó do estado. Ao todo foram apreendidos 25 kg de nitron, explosivo utilizado para fabricar dinamite artesanal, espoletas usadas para detonar os explosivos e ainda duas espingardas. Conforme o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários da Paraíba, este ano já foram registradas seis explosões em agências bancárias no estado. A última aconteceu no último sábado (16), em Queimadas, na região do Agreste . No ano passado, foram 29 explosões. Em 2011, foram 38 ataques do tipo, segundo o sindicato. Segundo reportagem especial veiculada na Rede Globo na noite deste domingo (17), a região mineradora na região do Seridó paraibano realiza o comércio de explosivos a preços baixos. Com uma câmera escondida, o produtor da TV Paraíba conseguiu comprar 25 quilos de dinamite a R$ 260. Nas imagens, o suposto vendedor afirma que a quantidade de explosivos é suficiente para praticar cerca de 100 explosões. O Exército, responsável por fiscalizar a fabricação, o comércio e o uso de explosivos, informou que no ano passado, pouco mais da metade das 1.070 empresas que têm autorização para usar explosivos foi fiscalizada. Ainda segundo o Exército, no ano passado foram registrados 60 casos de extravio de explosivos. “Em 2012 foram realizadas 450 vistorias em empresas diferentes, 450 vistoriadas em todo o Brasil. Vistorias aonde o fiscal vai no depósito, vistorias para verificar indícios de irregularidades, vistorias realizadas para concessão, para revalidação: se a gente somar tudo isso, vai dar mais de 50%”, diz Achiles Santos Jacinto Filho, assessor da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Comando do Exército.
Fonte: G1 PB.

Operação combate comércio ilegal de explosivos na PB e no RN. Operação combate comércio
ilegal de explosivos na PB e no
RN. Reviewed by Diogenes Bandeira on 09:33:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.