∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

A violência em São Paulo entrou na era digital.


A violência em São Paulo entrou na era digital. Com foco nos paulistanos assustados pelos roubos e furtos na cidade, empresas de tecnologia investem em aplicativos para smarthphones que dão dicas de prevenção de assaltos e facilitam a realização de denúncias para autoridades. Foi depois de ser abordado por bandidos armados, em plena luz do dia, na Vila Madalena (zona oeste) que o empresário argentino Luís Esnal, 38, teve a ideia de criar um tipo de ferramenta que ajudasse a população a checar o nível de segurança dos bairros da capital. Assim nasceu o SafeCity SP, aplicativo disponível para Android e iOS, que mostra em mapa os bairros mais perigosos da cidade e alerta o usuário de problemas específicos da região pesquisada. Além disso, por meio de entrevistas feitas com especialistas em segurança, a ferramenta instrui o que fazer em relação aos problemas indicados.


Os dados exibidos na tela do celular são produto do cruzamento de dados entre estatísticas oficiais e relatos de integrantes da comunidade de cada bairro. "Com essas informações, as pessoas podem se sentir mais no controle da situação, produzindo assim uma sensação de segurança", disse Esnal, que vive na capital há 15 anos. Seguindo a mesma linha do SafeCity SP, um grupo de pesquisadores do nordeste criou o WikiCrimes OpenGovSP. Utilizando o banco de dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o aplicativo mostra onde foram registrados crimes e indica a delegacia mais próxima. O professor Vasco Furtado, coordenador do grupo de pesquisas que criou o aplicativo, afirma que ainda não é possível ampliar a iniciativa para outras cidades do Brasil porque apenas São Paulo tem os dados disponíveis para o público. "Apesar de ainda ter uma postura tímida na liberação de dados, a cidade é vanguardista em comparação com o restante do país", afirmou Furtado.

DENÚNCIA
Já para os paulistanos que querem contribuir com o aumento de segurança na cidade há uma série de aplicativos que auxiliam no envio de denúncias sobre irregularidades nas linhas do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). O SMS-Denúncia é um deles. A ferramenta facilita o preenchimento dos campos obrigatórios das mensagens de texto que são enviadas para as companhias de transporte. "Infelizmente, às vezes o trajeto do paulistano não é tão sossegado quando ele gostaria", explicou Vanessa Sabino, criadora do aplicativo, que é grátis.


De acordo com a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, as informações enviadas pelos passageiros são importantes porque permitem que as equipes de segurança atuem de imediato na verificação dos fatos.
Na CPTM é possível enviar denúncias por SMS desde 2008, enquanto no Metrô o serviço está disponível desde o ano passado. De janeiro a junho de 2012, mais de 36 mil denúncias foram recebidas pelo Metrô dessa maneira.


 
SERVIÇO
SafeCity SP: US$ 2,99, disponível na App Store
WikiCrimes OpenGov SP: US$ 0,99, disponível na App Store; R$ 2,33, no Google Play
SMS Denúncia: grátis, disponível no Google Play

Por: RENATA MIRANDA.
A violência em São Paulo entrou na era digital. A violência em São Paulo entrou na era digital. Reviewed by Diogenes Bandeira on 21:12:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.