∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

∴ Diogenes Bandeira - Consultor de Segurança Eletrônica ∴

Bloqueadores de celular.


Os telefones celulares estão por toda a parte. De acordo com uma pequisa da GSM Association com a Ovum divulgada no final de 2006, o número de celulares ultrapassaria os 3 bilhões até o final de 2007. Só no Brasil, são 102,1 milhões de usuário, de acordo com dados divulgados pela Anatel em março de 2007. É fantástico poder ligar para quem você quiser a qualquer hora. Infelizmente, restaurantes, cinemas, shopping centers e igrejas sofrem com a disseminação dos celulares porque nem todos os usuários sabem quando parar de falar. Quem já não foi forçado a ouvir pessoas falando ao celular sobre situações pessoais e detalhes íntimos com alguém do outro lado da linha e ao mesmo tempo com todos à sua volta?
Enquanto a maioria lamenta e segue o seu caminho, algumas pessoas têm adotado medidas extremas para retaliar este tipo de comportamento. Os telefones celulares são basicamente rádios bidirecionais portáteis e, como qualquer rádio, o sinal pode ser interrompido ou bloqueado. Neste artigo, veremos como funcionam os bloqueadores de telefones celulares e aprenderemos sobre a legalidade do seu uso.

Na prisão
No Brasil, os telefones celulares viraram equipamento de apoio ao crime. De dentro dos presídios facções criminosas, bicheiros e traficantes comandam suas operações usando os celulares, mesmo nas unidades de segurança máxima. Como o Estado não consegue impedir coma revista dos visitantes a entrada dos aparelhos, ele recorreu a sistemas de bloqueio de sinais na área dos presídios e seu entorno.

Princípios básicos do bloqueio

Interromper um telefone celular é o mesmo que bloquear qualquer tipo de comunicação via rádio. Um telefone celular  se comunica com a sua rede de serviços através de uma torre de telefonia celular ou uma estação rádio base. As torres de telefonia celular dividem a cidade em pequenas áreas ou células. Quando o usuário do celular dirige pela cidade, seu sinal é transferido entre diversas células. Um aparelho bloqueador na mesma freqüência de rádio que a do telefone celular interrompe a comunicação entre o telefone e a estação rádio base da torre. Isto é chamado de ataque de negação de serviço. O bloqueador nega o serviço do espectro de rádio aos usuários de telefones celulares dentro da área do aparelho bloqueador.


Como Funciona:
O bloqueio de um telefone celular é feito através da transmissão de um sinal na mesma freqüência e com uma potência suficiente para que os dois sinais colidam e se cancelem. Os telefones celulares são projetados para adicionar potência se sentirem uma interferência de baixa intensidade, de forma que o bloqueador precisa reconhecer e se igualar esse aumento de potência que vem do telefone. Os telefones celulares são aparelhos de comunicação bidirecionais completos, isto significa que eles usam duas freqüências separadas, uma para falar e outra para ouvir, simultaneamente. Alguns bloqueadores afetam somente uma das freqüências usadas pelos celulares, mas ainda assim o bloqueio ocorre em ambas as direções. Quando recebe somente uma das freqüências, o aparelho telefônico fica confuso e interpreta que o serviço está fora do ar. Aparelhos bloqueadores menos sofisticados bloqueiam somente um grupo de freqüências, enquanto que os mais sofisticados são capazes de bloquear vários tipos de redes de uma só vez, impedindo que telefones possam operar em duas ou três redes distintas, detectem e selecionem, automaticamente, o sinal entre tais tipos de redes, obtendo um sinal aberto. Eles também podem bloquear todas as freqüências de uma só vez e outros somente uma freqüência específica. Para bloquear um telefone celular, tudo o que é preciso é um aparelho que transmita na freqüência correta. Embora sistemas de celulares diferentes processem os sinais de uma forma diferente, todas as redes de telefone celular usam sinais de rádio que podem ser interrompidos. O GSM, sistema padrão usado em celulares digitais e sistemas baseados no PCS (Personal Communications Services), opera entre as bandas de 900 MHz e 1.800 MHz na Europa e na Ásia, e em 1.900 MHz (algumas vezes chamada de 1.9 GHz) nos EUA. Os bloqueadores podem transmitir em qualquer freqüência e são eficazes contra os sistemas AMPS, CDMA, TDMA, GSM, PCS, DCS, iDEN e Nextel. Tanto os celulares analógicos antigos quanto os aparelhos digitais modernos podem ser bloqueados. O raio de atuação real do bloqueador depende da sua potência e do ambiente local, que pode incluir colinas ou paredes de um prédio que bloqueiem o sinal. Os bloqueadores de baixa potência bloqueiam telefonemas em um raio de cerca de 9 metros. Aparelhos de maior potência criam uma zona de bloqueio tão ampla quanto um campo de futebol. Os aparelhos usados pela polícia podem bloquear uma área de até 1,6 km.

Em termos eletrônicos, os bloqueadores de celular são aparelhos muito básicos. O mais simples tem uma chave liga/desliga e uma luz que acende quando está ligado. Os bloqueadores mais sofisticados têm controles para ativar o bloqueio em freqüências diferentes.

Os componentes de um bloqueador incluem:
Antena
Todo aparelho bloqueador tem uma antena para enviar o sinal. Algumas estão dentro de um estojo elétrico. Em aparelhos mais potentes, as antenas são externas para fornecer um raio de ação maior e podem ser sintonizadas em freqüências individuais.

Sistema de circuito elétrico
Os principais componentes eletrônicos de um bloqueador são:
  • oscilador de voltagem controlada -  gera um sinal de rádio que irá interferir no sinal do telefone celular;
  • circuito de sintonia - controla a freqüência em que o bloqueador transmite o sinal enviando uma voltagem específica para o oscilador;
  • gerador de ruído - produz freqüências aleatórias em uma freqüência específica para bloquear o sinal da rede de telefone celular (parte do circuito de sintonia);
  • amplificação de RF (estágio de ganho) - aumenta a potência da emissão da freqüência do rádio para níveis suficientes para bloquear o sinal.
Fonte de energia
Os aparelhos bloqueadores pequenos são operados por baterias. Alguns parecem um telefone celular e usam baterias de telefone celular. Bloqueadores mais potentes podem ser conectados à energia elétrica doméstica ou ao sistema elétrico dos carros. 

Onde são usados os bloqueadores de celular?

Os aparelhos bloqueadores de telefones celulares foram projetados originalmente para a polícia e para os militares poderem interromper a comunicação dos criminosos e dos terroristas. Nas bombas que explodiram o trem de passageiros na Espanha em março de 2004, como também nos ataques em Bali em outubro de 2002 e em Jacarta em agosto de 2003, os telefones celulares foram usados para detonar os explosivos. Foi amplamente divulgado pela imprensa que um bloqueador de telefone celular impediu o assassinato do presidente paquistanês Musharraf em dezembro de 2003. Quando o presidente Bush visitou Londres, em novembro de 2004, foi divulgado que a polícia britânica levou em conta o uso dos bloqueadores de celulares para proteger a comitiva de carros do presidente através de Londres.
Durante um seqüestro, a polícia pode controlar quando e onde o seqüestrador pode fazer um telefonema. A polícia pode bloquear os telefonemas durante uma incursão para a busca de drogas para que os suspeitos não possam se comunicar para fora da área. Os bloqueadores de celulares podem ser usados em locais onde as transmissões de rádio são perigosas (áreas com uma atmosfera potencialmente explosiva), tais como depósitos de produtos químicos ou silos. O bloqueador TRJ-89 (em inglês) da Antenna System and Supplies Inc. possui o seu próprio gerador de eletricidade e pode bloquear as comunicações dos telefones celulares em um raio de 8 km. As empresas usam bloqueadores para evitar a espionagem industrial, bloqueando as transmissões de voz e de fotos dos telefones celulares com câmera. Numa atitude menos aceitável, há rumores de que hotéis instalam bloqueadores para que os hóspedes sejam forçados a usarem os seus telefones, que possuem tarifas mais altas.

Questões legais

Nos EUA, Reino Unido, Austrália e muitos outros países, o bloqueio dos serviços de telefonia celular (como também qualquer outra forma de transmissão eletrônica) é crime. Nos EUA, o bloqueio dos telefones celulares está coberto pelo Communications Act de 1934 (em inglês), lei federal que proíbe as pessoas de "interferir maliciosamente ou propositalmente na comunicação via rádio de qualquer estação licenciada ou autorizada". Na realidade, "a produção, importação, venda ou oferta de venda, incluindo a propaganda de aparelhos projetados para bloquear ou atrapalhar as transmissões é proibido" também. O bloqueio de celulares é visto como roubo de propriedade porque uma empresa privada comprou os direitos do espectro de rádio bloqueado. Isto também representa um perigo para segurança porque o bloqueio de celulares afeta todos os telefonemas na área, não somente os que se deseja atingir. O bloqueio de celulares pode impedir o telefonema de uma babá tentando falar com os pais  da criança ou alguém na tentativa de chamar uma ambulância, por exemplo. A FCC, Comissão Federal de Comunicações norte-americana, está encarregada de tornar as leis relativas ao bloqueio de celular mais rígidas. Entretanto, a agência não processou ninguém até hoje. Pelas leis americanas, as multas podem chegar até US$ 11 mil ou prisão de até um ano, e o aparelho usado no bloqueio pode ser apreendido e entregue ao governo. Na maioria dos países, é ilegal para os cidadãos comuns bloquear as transmissões dos telefones celular, mas alguns estão permitindo que empresas ou organizações governamentais instalem bloqueadores em áreas onde o uso do celular é visto com um incômodo para o público. Em dezembro de 2004, a França legalizou o uso do bloqueador de celulares nos cinemas, salas de concerto e outros lugares onde se realizam espetáculos. A França está desenvolvendo uma tecnologia que permitirá que os telefonemas de emergência furem o bloqueio. A Índia instalou bloqueadores no Parlamento e em algumas prisões. Foi divulgado que as universidades na Itália adotaram o bloqueio para evitar que os estudantes colem nas provas. Os alunos estavam tirando fotos das provas com os seus celulares com câmera e enviando para os outros alunos. Como os telefones celulares tocando nas salas de cinema, casamentos e salas de aula, não é à toa que as pessoas querem diminuir a intromissão nas suas vidas. Então, o que pode ser feito do ponto de vista legal para parar com o uso indevido do telefone celular?


Como acontece?
Os usuários não sabem que seus aparelhos celulares estão sendo bloqueados. Os telefones somente indicam que não há sinal ou que não existe serviço na rede. O bloqueador simplesmente interrompe a capacidade do telefone de estabelecer uma conexão com a torre de telefonia celular mais próxima.

Alternativas para o bloqueio dos celulares

Enquanto a lei claramente proíbe o uso de aparelhos que interrompam o sinal dos telefones celulares, não existem leis contra o seu bloqueio passivo, ou seja, o uso de coisas como papel de parede ou materiais de construção embebidos com fragmentos de metal para evitar que o sinal do celular alcance certo lugar interno ou externo. Algumas construções têm projetos que bloqueiam os sinais de rádio acidentalmente devido ao uso de paredes de concreto espessas ou estruturas de aço. As empresas estão trabalhando com aparelhos que controlam o telefone celular, mas não "bloqueiam o sinal". Um dispositivo envia as chamadas para o correio de voz e bloqueia as chamadas enviadas. O argumento é que o telefone ainda funciona, então tecnicamente ele não está bloqueado. Alertas de telefone celular são instrumentos que indicam a presença de sinal de celular. Estes alertas estão sendo usados em hospitais onde os sinais dos celulares podem interferir com o equipamento médico. Quando o sinal é detectado, os usuários são avisados para desligar os seus telefones. Para uma solução menos técnica, a Coudal Partners (em inglês), uma empresa de projetos em Chicago, lançou a SHHH, a Sociedade dos Telefones Móveis Silenciosos. No site desta associação, é possível baixar uma mensagem para enviar para as pessoas que estão perturbando você com o uso do celular, expressando a sua falta de interesse nos assuntos particulares destas pessoas.

 
Bloqueadores de celular. Bloqueadores de celular. Reviewed by Diogenes Bandeira on 02:46:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pixel Segurança Eletrônica

Pixel Segurança Eletrônica
Tecnologia do Blogger.